quinta-feira, 15 de abril de 2010

Liberdade


Foto: Ricardo Costa
********************************
Liberdade, uma palavra tão abrangente
Tantas vezes utilizada para descrever direitos
Nomeadamente políticos, outros só mero acaso
A liberdade dos cidadãos é fictícia, fica pela mente
Porque os políticos têm seus próprios conceitos
Servem-se dela, mas cultivam-na em simples vaso

A liberdade política não passa de metáfora
É com ela que somos perdidamente enganados
Tecem-lhe loas infinitas quando tal convém
Mas estrangulam-na sofregamente vida fora
Perante uma população de infelizes condenados
Nesta vida e quem sabe, também no Além

Liberdade para mim é algo de belo, mas também pessoal
Ela termina no colectivo quando começa a dos demais
É o limite que considero minimamente aceitável
A todos os outros exijo um tratamento idêntico e natural
Porque sendo diferentes, não deixamos de ser iguais
E sem este princípio a liberdade não é prestável

Mas tenho uma liberdade de que sou senhor absoluto
Foi um dom que Deus me concedeu gratuitamente
A liberdade de consciência, ah como eu a prezo
É por ela e com ela que eu faço o caminho da vida e luto
Mesmo quando outros consideram ingenuamente
Que estes valores apenas merecem desprezo

Insensatos aqueles que assim pensam
Se não me sentisse mais livre que uma ave
Como poderia descrever um valor de liberdade
Dizer o que sinto e que outros condensam
Sem saberem o porquê de tamanho entrave
Quando o segredo está somente na verdade

Feliz de quem vive com liberdade de consciência
É sinónimo de poder individual e universal
Não há bala que extermine força tão intrínseca
Podem-nos tirar a vida ou levar para à demência
Mas jamais impedirão que a alma seja o sal
De uma vida com sentido, mesmo que não física

11 comentários:

Úrsula Avner disse...

Olá meu caro autor, bendita seja a liberdade de consciência, de atitude, de expressão... Só precisamos saber usá-la com responsabilidade. Um abraço com carinho.

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo poema...a liberdade, tem que ser bem usada.

Beijinhos
Sonhadora

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Eduardo,

Que bonito!! Então sendo assim, concordo que a liberdade "pura" é a nossa consciência, elaborada pelas nossas verdades... Tão distante daquela "liberdade" burocrática dos políticos e a dos insensatos...
Muito bom...

Beijos e lhe aguardo para um café,
Ana Lúcia.

AFRICA EM POESIA disse...

EDUARDO

liberdade palavra bem complexa...

................

Este fim de semana foi uma corrida .
Ontem fui ás instalações do Sporting
o Sporting é o máximo.

Fomos a todos os "cantinhos" da casa...

Academia e estádio.

o museu é algo que não sei definir... quero lá voltar o museu precisa de ser observado com mais calma...


beijos

deixo a minha poesia e um beijo

SORRISO


Sorriso lindo...
Sorriso belo...
É alegria dos grandes...
É o sorriso...
Dos meninos...
Que são netos...
É o sorriso...
Dos que seguem...
O seu caminho...
E têm o sorriso...
Mais lindo...
Do mundo!...

LILI LARANJO

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Eduardo,

Passei para lhe desejar uma boa semana e convidar-lhe para um café comigo, lá em meu blog. Pois você está sumido...

Beijos,

Simplesmente Malu! disse...

E o que é essa tal liberdade senão um grito de amor que vem de dentro pra fora!...
Parabéns poeta e muito obrigada por me visitar!
Bj poético.

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Eduardo,

Eu não poderia deixar em branco sobre os seus comentários. Você realmente vislumbrou o cerne da questão. Concordo com as suas palavras e agradeço essa sua lucidez que muito me agrega.

Um abraço,

Lianara **Lia** disse...

Olá Eduardo!

Vim retribuir a visita e me encantei com seu espaço. Já virei fã e seguidora, viu?

Abraços

Lia

Blog Reticências...

Rosemari disse...

Oi Eduardo

Seu poema esta muito mais que rabiscado, desenhas com palavras a liberdade com que tanto sonhamos!

M. Nilza disse...

Belíssima forma de traduzir a liberdade que sente!

Obrigada Eduardo pelas palavras !!
Beijos e bom dia!!

REGGINA MOON disse...

Eduardo,

Belíssima exaltação à nossa Liberdade, palavra que representa tanto, um ideal para muitos, e dentro de sua complexidade, tão simples...

"Insensatos aqueles que assim pensam
Se não me sentisse mais livre que uma ave
Como poderia descrever um valor de liberdade
Dizer o que sinto e que outros condensam
Sem saberem o porquê de tamanho entrave
Quando o segredo está somente na verdade"

Parabéns...

Reggina Moon